Pio Brasileiro celebra a Solenidade de Nossa Senhora Aparecida

Pio Brasileiro celebra a Solenidade de Nossa Senhora Aparecida

A Solenidade de Nossa Senhora Aparecida, neste ano, foi celebrada com muita festa e alegria, no Pontifício Colégio Pio Brasileiro, no sábado, dia 12 de outubro. Duas grandes celebrações marcaram essa festa que é tradicional em nossa casa.
Às 10h, foi celebrado o Ofício Solene de Nossa Senhora, com a Liturgia das Horas – Ofício de Leituras. O Cardeal Dom Odilo Pedro Scherer, Arcebispo de São Paulo e Vice-presidente do CELAM, presidiu a belíssima celebração, contando também com a presença de Dom Luiz Antonio Ricci, Bispo Auxiliar de Niterói (RJ). O Departamento de Liturgia e equipe de cantos, coordenados pelo Pe. Wellistony Carvalho Viana, Diretor Espiritual do Colégio, prepararam com carinho toda a celebração. O canto da salmodia, a proclamação das leituras e a homilia de Dom Odilo foram coroados com o antiquíssimo hino Te Deum laudamus. Estiveram presentes muitos membros de nossa Comunidade presbiteral, hóspedes do Colégio, alguns convidados e várias autoridades que faziam parte da Comitiva Oficial do Governo brasileiro para as cerimônias de canonização de Santa Dulce dos Pobres. Destacamos aqui a presença do Exmo. Vice-presidente da República, Antônio Hamilton Martins Mourão; Presidente do Senado Federal, Senador Davi Alcolumbre; Presidente da Câmara dos Deputados, Deputado Rodrigo Maia; vários senadores e deputados, além das autoridades locais: Henrique da Silveira Sardinha Pinto, Embaixador do Brasil junto à Santa Sé; Hélio Ramos, Embaixador do Brasil junto ao Governo italiano; Afonso Carbonar, Cônsul Geral do Brasil na Itália, dentre outros.
A Missa Solene foi celebrada às 17h30, presidida por Dom Walmor Oliveira de Azevedo, Arcebispo de Belo Horizonte e Presidente da CNBB e concelebrada pelo Cardeal Dom Odilo Pedro Scherer, Arcebispo de São Paulo e Vice-presidente do CELAM; o Cardeal Dom Geraldo Majella Agnelo, Arcebispo emérito de Salvador (BA); Dom Jorge Patrón Wong, Arcebispo Secretário da Congregação para o Clero; Dom Gilson Andrade da Silva, Bispo de Nova Iguaçu (RJ); Dom Luiz Antonio Ricci, Bispo Auxiliar de Niterói (RJ); Dom Bernardino Marchiò, Bispo emérito de Caruarú (PE); além de grande número de presbíteros, ressaltando a presença de alguns Superiores Gerais de Congregações e Ordens religiosas. Expressiva também foi a participação de religiosos e religiosas, leigos e leigas.
Em sua homilia, Dom Walmor afirmou que, mesmo diante de todas as dificuldades que enfrentamos, nunca podemos nos sentir sozinhos porque a Mãe Aparecida caminha conosco. “A festa da Mãe Aparecida reaviva em nós a ideia de que somos discípulos e discípulas. Ela é a mãe de todos e não nos deixa sozinhos no desafio da missionariedade. Nunca se ouviu dizer que quem a ela recorre tenha sido abandonado”. Sobre o Evangelho do dia, as Bodas de Caná, Dom Walmor meditou sobre a frase “Fazei tudo o que Ele vos disser. Não é fazer por fazer, não é fazer por nossas aptidões, é o fazer que nasce do sentido da oferta, a oferta que a gente tem que fazer de si próprio todos os dias”, explicou.
Após a missa houve uma confraternização, no Salão de Atos do Colégio, momento de encontro com amigos e amigas, missionários e missionárias, que se encontram em Roma.
Texto: Pe. Geraldo Maia – Arq. de Uberaba (MG)
Fotos: Pe. Adão Carlos Pereira da Fonseca – Arq. de Diamantina (MG) – e Pe. Irineu Costa Correia – Arq. de Santiago (Cabo Verde)

Progetto di comunicazione integrata NOVA OPERA